Bolinho sem glúten e vegan

Bolinho de abobrinha, sem glúten, leite e ovos. Receita fácil e que as crianças adoram fazer e comer.

Panqueca

Massa versátil e fácil.

Cuscuz paulista

Uma receita original, sem glúten, sem leite e sem ovo.

Hambúrguer com legumes

Receita ideal para crianças que tem dificuldade de comer legumes.

Pão sem glúten e vegan

Pão sem glúten, leite e ovos. Receita super fácil!

Entender para fazer

Série de publicações que dão dicas de como receber bem alguém com restrições alimentares. Simples e fácil.

Você não tem cara de celíaco.

Mas será que celíaco tem cara?

17 de mar de 2013

Pão de batata doce.


Nós não tínhamos o costume de consumir batata doce com muita frequência, mas olhando o cardápio da escola das crianças, lembrei dela.
Eu só sabia fazer batata doce assada, e fui procurar outras receitas que levam esse ingrediente.
Não achei nenhuma que me agradasse, mas aprendi várias coisas interessantes sobre essa batata.
A batata doce é um carboidrato com baixo índice glicêmico, ou seja aumenta a sensação de saciedade e ainda auxilia no emagrecimento.
Fiquei super animada e comecei a imaginar em quais receitas eu poderia usar essa maravilha.
Nas nossas refeições a batata doce tem aparecido assada mesmo, mas eu faço de um jeito que ela fica parecendo que foi frita, só que faço no forno, sem óleo. Sucesso total aqui em casa!
E hoje nós fizemos um teste, substituímos a batata comum na receita de pão de queijo sem queijo, por batata doce.
Usamos a batata doce branca, que tem um sabor mais suave.
O pão ficou delicioso, e o sabor da batata é quase imperceptível. Recomendo!

Para saber mais:
Batata doce é o carboidrato ideal para quem quer emagrecer.

7 de mar de 2013

Restrição alimentar x Consumismo


Outro dia assisti o documentário "Criança, a alma do negócio", é ótimo! O documentário demonstra como a criança é afetada pela publicidade, e quais os efeitos disso na vida dela e de toda a família.
Esse documentário me estimulou a escrever este post, há muito tempo venho pensando sobre a relação entre a restrição alimentar e o consumismo.
Eu nunca aceitei que me dissessem que a restrição alimentar é um obstáculo para a vida social. Mas infelizmente, muita gente acredita que é.
A minha percepção, é de que algumas pessoas se sentem infelizes não porque "não podem comer de tudo", mas porque não podem CONSUMIR tudo que os outros consomem.
No documentário, alguém diz "A propaganda faz com que a criança acredite que só fará parte do grupo se consumir aquilo, só será feliz assim".
E é isso mesmo!
E a restrição alimentar te obriga a não consumir qualquer coisa, você é obrigado a refletir sobre a compra, e aprender a NÃO COMPRAR por impulso.
A restrição alimentar é uma oportunidade de fazer uma reeducação alimentar e mental.
Será que eu preciso comprar isso? Para que vai me servir isso? Eu realmente quero isso?
O fato de não comer a mesma coisa que os outros não me excluí do grupo, eu sou muito mais do que como, não sou definida pela minha alimentação, assim como não sou definida pela roupa que eu uso ou pelo carro que eu tenho.
A ideia de ter para ser é triste, pois quem acredita nisso nunca terá o suficiente para ser feliz.
As pessoas se assustam quando conhecem crianças que nunca comeram Mc Donnald´s, ou que nunca tomaram refrigerante, mas qual é o absurdo disso?
Embora a propaganda te diga que você vai ficar muito feliz e cheio de energias positivas, a verdade é que ninguém precisa disso para ser feliz.
Os pais tem papel fundamental nisso tudo, não só controlando o que a criança assiste na TV ou vê na internet, como também mostrando para a criança como lidar com o consumo e o desejo de ter.
Se não aprendemos a lidar com o nosso impulso consumista, não poderemos ensinar nossos filhos.
Reciclar, reutilizar, doar, trocar, questionar... tudo isso ajuda a criança a entender melhor o valor das coisas e o porquê de comprar ou não aquilo.

Para quem quiser assistir o documentário


3 de mar de 2013

Panqueca vegan, sem glúten e sem soja.


Adaptei a receita de panqueca sem glúten para que ela virasse vegan, ficou deliciosa e as crianças adoraram.
A da foto eu acrescentei talos de couve, por isso ficou verdinha.

Ingredientes

2 col. sopa de farinha de linhaça
1/2 xíc. de amido de milho
1/2 xíc. de farinha de arroz
1/2 xíc. de fécula de batata
1  xíc. de água
1 col. sopa de óleo
sal

Modo de fazer
Coloque tudo no liquidificador e misture bem.
Se a massa ficar muito grossa, acrescente um pouco de água.
Unte uma frigideira com óleo, somente na primeira panqueca.
Coloque um pouco de massa e frite. Faça isso dos dois lados.

2 de mar de 2013

Milho + água + microondas = pipoca fácil e saudável


Aqui estão duas receitas de pipoca no microondas, uma com margarina/manteiga outra com ÁGUA!
A versão com água foi a que mais gostei, além de ser menos calórica, achei que ficou mais gostosa.
Qualquer uma das maneiras de fazer é bem fácil de fazer e ficam  melhores do que as pipocas de microondas de pacotinho.
Ah! E ainda tem mais vantagens, você faz a quantidade que deseja, sem desperdício, e é muito mais barato.


Pipoca com água 

Ingredientes
1/4 xíc. de milho de pipoca
1/4 xíc. de água
sal

Modo de fazer
Coloque em um refratário de vidro a água, o sal e o milho de pipoca.
Misture, tampe com uma tampa própria para microondas.
Coloque no microondas, e utilize a função "Pipoca".
Caso o milho não comece a estourar, aperte novamente a função "Pipoca", o tempo pode variar de um microondas para outro.
Cuidado ao retirar o refratário do microondas.

Pipoca com margarina/manteiga no microondas

Essa forma de fazer também é muito boa, eu aprendi com esse vídeo do Youtube.