16 de abr de 2016

O que você acha dessa moda de dieta sem glúten?

Essa pergunta aparece com muita frequência no e-mail do Quitanda sem glúten.
Muitas pessoas me perguntam se a dieta sem glúten emagrece mesmo, se faz efeito em quem não é celíaco, o que acho dessa moda...
Resolvi escrever esse texto para responder essas e outras perguntas e também porque nos últimos tempos tenho visto muita gente adotando dietas restritivas de glúten, açúcar, leite e outros alimentos sem qualquer orientação profissional, e isso é muito preocupante.
A dieta restritiva precisa sempre do acompanhamento de um(a) nutricionista. 

Por que preciso de acompanhamento médico e nutricional?

A dieta restritiva pode ser uma ferramenta para que o médico consiga avaliar a evolução clínica de um paciente e dessa forma descartar ou investigar mais detalhadamente  uma hipótese de diagnóstico.
Mas isso só é possível se o médico avaliar o paciente antes e depois do início da dieta, sem isso não é possível avaliar as mudanças.
O profissional de nutrição tem o papel de orientar e dar o suporte para que a dieta atenda as necessidades nutricionais do individuo. 
É preciso aprender a fazer as substituições corretas, e manter uma alimentação equilibrada para que a avaliação clínica não seja prejudicada.
Fazer uma dieta sem glúten não é simplesmente para de comer pães, bolos e macarrão, é preciso reavaliar todo o cardápio.

Quais os risco de fazer uma dieta restritiva por conta própria?

Vamos usar como exemplo a dieta sem glúten, mas em geral os riscos valem para qualquer tipo de dieta restritiva.
Se você optar por fazer essa dieta, sem nenhum tipo de recomendação ou orientação, está se expondo a diversos riscos:
  • Efeito oposto ao desejado, em especial a dieta sem glúten pode engordar, já que para compensar a falta do glúten muitas receitas usam maior quantidade de gordura;
  • Desnutrição, dietas restritivas sem acompanhamento tendem a apresentar deficiências nutricionais; 
  • Surgimentos de outras doenças ou condições, como anemia;
  • A eventual melhora de alguns sintomas ou desconfortos podem mascarar a real causa desses problemas.
No caso da dieta sem glúten, você pode mascarar a doença celíaca.
Doença celíaca é uma doença autoimune, muito séria, que quando não diagnosticada ou em pacientes que não seguem rigorosamente a dieta pode causar diversas complicações a longo prazo, como infertilidade e até câncer.

Mas vou fazer a dieta corretamente, porque devo me preocupar se tenho Doença Celíaca ou qualquer outra intolerância ou alergia?

Pela minha vivência posso afirmar que fazer dieta restritiva consciente de que não se pode comer determinado alimento por uma condição médica é bem diferente de não comer por opção.
Para o celíaco é extremamente difícil se alimentar de forma segura, pois estamos a todo momento preocupados com a contaminação cruzada de alimentos
Vale lembrar que os cuidado vão muito além da dieta, pois o glúten está presente em cosméticos, medicamentos, brinquedos... Ter uma vida isenta de glúten requer dedicação e muito instinto de sobrevivência.
Para quem faz a dieta por opção pessoal esses cuidados não existem.
Em geral, quem escolhe a dieta, não sabe se aquele alimento foi manipulado em uma cozinha exclusiva, se foi embalado em ambiente sem a presença de glúten com todos os cuidados necessários, e eventualmente se permite comer algo com glúten, principalmente em eventos sociais.
Isso parece muito pouco, mas é o suficiente para desorganizar todo o sistema imunológico de quem tem a doença celíaca. A pessoa pode até nem sentir nenhum sintoma, mas as reações estão acontecendo...
Atualmente várias pesquisas apontam a relação do glúten com diversas doenças autoimunes e transtornos, então melhor prevenir e procurar um médico antes de inciar qualquer alteração alimentar.
Se nada for constatado, ótimo! 
Se ainda assim você decidir eliminar ou diminuir a ingestão de alguns tipo de alimento, faça a coisa certa, procure um profissional de nutrição.
A minha visão sobre esse assunto é que se você não tem nenhuma doença ou condição que exija restrição alimentar, melhor seguir o caminho da reeducação alimentar, repensar o consumo de industrializados, de aditivos químicos, de conservantes,etc.
Acredito que esse seja um caminho muito mais eficiente para alcançar o peso ideal e principalmente para a saúde.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Seus comentários serão muito bem-vindos.