Bolinho sem glúten e vegan

Bolinho de abobrinha, sem glúten, leite e ovos. Receita fácil e que as crianças adoram fazer e comer.

Panqueca

Massa versátil e fácil.

Cuscuz paulista

Uma receita original, sem glúten, sem leite e sem ovo.

Hambúrguer com legumes

Receita ideal para crianças que tem dificuldade de comer legumes.

Pão sem glúten e vegan

Pão sem glúten, leite e ovos. Receita super fácil!

Entender para fazer

Série de publicações que dão dicas de como receber bem alguém com restrições alimentares. Simples e fácil.

Você não tem cara de celíaco.

Mas será que celíaco tem cara?

13 de jan de 2013

Novas leis que protegem os animais e os consumidores

foto: Vista-Se
Em janeiro os defensores de animais receberam duas boas noticias. 
A primeira é que em Israel já está valendo a lei que proíbe o comércio de cosméticos e produtos de higiene pessoal testados em animais. Isso é um grande passo, quem sabe outros países sigam esse exemplo?
Já no Brasil, enquanto não temos leis assim como a de Israel, em São Paulo foi aprovado o projeto de lei 479/09 que obriga as empresas de cosméticos e produtos de higiene a informarem se realizam testes em animais ou se o produto tem componentes de origem animal.

Para saber mais sobre essas notícias e sobre o estilo de vida vegan, acesse o Vista-Se

11 de jan de 2013

Bolacha sem glúten e sem leite

As bolachinhas sem glúten e sem leite são tão boas e bonitas, que muita gente me pergunta se "são compradas".
A receita original era de alfajor sem glúten e quem me deu foi a Raquel Benatti, do Rio sem glúten.
A meninada que estuda junto com o meu filho gosta tanto dessas bolachinhas, e a curiosidade sobre a dieta sem glúten era tanta, que a escola me convidou para fazer uma oficina de culinária sem glúten com eles.
Foi muito bom e divertido fazer as bolachinhas com as crianças, e meu filho se sentiu super especial compartilhando a receita com os amigos.
A massa fica tão bonita que tinha criança querendo comer a bolacha antes de ir para o forno!
A receita é bem fácil, não é trabalhosa e fica pronta em pouco tempo.
Boa diversão!

Receita de bolacha sem glúten e sem leite

Ingredientes

80 g de margarina
100 g de açúcar mascavo
1 ovo
150 g de farinha de arroz
150 g de amido de milho
1 col. chá de essência de baunilha

Modo de preparo

Bater a margarina, o açúcar e a baunilha até formar um creme homogêneo.
Juntar o ovo e amassar bem.
Acrescentar as farinhas e misturar bem, até a massa ficar firme.
Enrolar a massa em plástico filme e deixar na geladeira por 1 hora.
Estique a massa em uma superfície enfarinhada com far. de arroz e corte as bolachinhas no formato que desejar.
Coloque as bolachas em uma forma untada e enfarinha e leve ao forno pré-aquecido a 180C.
Asse por 15 min.

Dicas

  • Para variar o sabor você pode acrescentar chocolate em pó ou essências de outros sabores.
  • Você também pode acrescentar pedacinhos de goiabada nas bolachinhas antes de assá-las.  


PS: Desculpem pela foto, em breve coloco uma mais bonita.


10 de jan de 2013

Pão de queijo, sem queijo e sem glúten


Essa receita foi adaptada, fui alterando até chegar o mais próximo possível do sabor e aparência do pão de queijo tradicional. A receita original você encontra no site Vida sem glúten & alergias.

As crianças adoram, e ninguém percebe que é pão de queijo sem queijo.
Fácil e rápido de fazer, ainda tem a vantagem de poder ser congelado, o que é ótimo, pois a receita rende bem. É uma ótima opção de café da manhã ou para levar em festas.

Receita Pão de queijo, sem queijo.

550 g de batata cozidas e espremidas 
125 ml de óleo
3 ovos
1/2 col. sopa de sal
500 g de polvilho doce
1 ou 2 col. de sopa da água que cozinhou as batatas

Modo de fazer

Enquanto as batatas cozinham, junte todos os ingredientes em uma vasilha e misture bem.
Deixe reservado.
Assim que as batatas estiverem macias, escorra e esprema.
Quando o purê estiver morno, coloque na vasilha junto com os outros ingredientes.
Misture com as mãos, se for preciso junte 1 ou 2 col. de água das batatas.
Misture bem, até ficar uma massa homogênea.
Pré-aqueça o forno por 10 min. na temperatura de 200C.
Faça bolinhas e coloque em uma forma untada.
Asse por aproximadamente 30 min. ou até dourar.

Dicas

  • Para congelar, faça as bolinhas e coloque em um pote, os pães devem ficar afastados para não grudarem uns nos outros, leve ao freezer. Depois de congelados podem ser guardados em saquinhos plásticos próprio para congelados.
  • Para variar o sabor você pode substituir as batatas por mandioquinha, o pão de queijo fica saboroso e bem amarelinho.
  • Você pode variar também o tamanho do pão de queijo, fazendo pequeno para festas e um pouco maior para lanches e até pequenos sanduíches.
  • Conheça outra versão desse pãozinho, o pão de batata doce.



9 de jan de 2013

A palavra convence, mas o exemplo arrasta.


E isso é pura verdade na educação dos filhos!
Continuando a série de posts sobre como iniciar uma dieta sem glúten ou sem leite, vamos falar de como a dieta pode ser encarada pela família.
A dieta de exclusão funciona muito melhor e tem melhor aceitação, principalmente com crianças e adolescentes, quando é adotada por toda a família. E isso faz todo sentido!
Crianças aprendem através de exemplos, por mais que os pais falem e expliquem, o que é feito no dia-a-dia é o que vale, é o que vai ser repetido e aceito pela criança.
Então, se você quer que a sua criança faça a dieta corretamente, faça junto com ela.
Abra mão do glúten e do leite para educar seus filhos.
Convencer com palavras uma criança que a nova dieta é boa, faz bem e é deliciosa pode ser bastante estressante e pouco eficiente. Faça a dieta junto, experimente novos sabores e aromas, a convide para pesquisar e fazer receitas novas.
Mas se engaje na dieta de verdade, não finja que gosta do cardápio, faça comida gostosa de verdade!
Isso ajuda em vários aspectos, não somente na aceitação da dieta, como na percepção de que a condição de restrição alimentar não é um problema, é apenas uma característica, assim como a cor do cabelo.

Outros filhos que não precisam fazer a dieta

O ideal é que toda a família participe. Para crianças e principalmente adolescentes, fazer parte do grupo é muito importante, e ter a oportunidade de integrar seu filho que precisa da dieta de exclusão através da alimentação é algo realmente especial.
Além de facilitar a vida na cozinha e eliminar o problema da contaminação cruzada, a família poderá exercitar a tolerância.
Os alimentos proibidos poderão ser consumidos pelos demais membros da família fora de casa, sem problema algum.
Claro que se a adoção da dieta pelos outros filhos se tornar uma batalha, não vale a pena brigar. 
Uma sugestão é fazer "o dia da dieta", neste dia tudo do cardápio é sem glúten/leite, isso pode ajudar na adoção da dieta pelos outros membros da família. Você pode repetir esse dia 2 ou 3 vezes por semana.
Mas é imprescindível que os pais adotem a dieta de exclusão definitivamente, assim como a criança.
Muita gente se questiona se esse tipo de atitude não é uma forma de super proteção com a criança que precisa de dieta de exclusão. Eu acredito que não.
Afinal, o seu filho terá várias oportunidades de enfrentar a diversidade em outras situações, como na escola, em festas, em restaurantes...dê a oportunidade dele se sentir tranquilo em casa.
Vale lembrar que para que isso funcione, e ninguém tenha a saúde prejudicada, será necessário a orientação de um nutricionista, afim de assegurar uma alimentação balanceada e adequada para toda a família.

Leia também o próximo post "Café da manhã fácil, sem glúten e sem leite.".

7 de jan de 2013

Como começar a dieta sem glúten ou sem lactose?


Tenho uma amiga que a filha adolescente precisa excluir da dieta o leite de vaca, e ela me pediu ajuda com o cardápio e também orientações de como lidar com a situação. 
Como são muitos cuidados e dicas, farei uma série de posts, na tentativa de ajudar a ela e outras famílias na mesma situação.
O sucesso da dieta depende de aceitar que a mudança é inevitável e necessária.
Mas não esqueça, procure sempre um nutricionista, esse profissional é quem melhor pode ajudar a planejar um bom cardápio.

Iniciando a dieta de exclusão

Se quem vai fazer a dieta é uma criança será preciso explicar de forma simples e objetiva o por quê da dieta, quais os alimentos proibidos, o que pode acontecer se ela comer o que não pode e principalmente o que fazer se isso acontecer.
Mesmo com crianças pequenas, dê somente as informações necessárias, básicas, utilizando a linguagem apropriada para a idade, dessa forma será possível a criança compreender. É importante não assustar ou ameaçar a criança.
Criar um elo de confiança ajuda com que a criança conte, sem medo, se acidentalmente ou de caso pensado, comeu algo proibido.
Agora, independente se quem vai fazer a dieta é um adulto ou uma criança, o indivíduo e a família precisam entender a importância da dieta e dos cuidados ao manipular os alimentos e utensílios, disso depende o bem estar daquela pessoa.

Pesquise e faça compras

Antes de iniciar a dieta pesquise quais os produtos adequados, quais as marcas confiáveis e planeje o cardápio.
Falta de comida segura pode levar a pessoa a sair da dieta, seja prevenido sempre!
Não faça uma dieta "mais ou menos", para crianças isso pode ser extremamente confuso. Além de não alcançar o efeito esperado, aumenta o sofrimento e a ansiedade.

Dica
Aqui no blog Quitanda sem glúten temos outros textos e receitas que podem ajudar nesse momento de transição.

Próximo post da série "Como começar a dieta sem glúten e sem leite":
A palavra convence, mas o exemplo arrasta

Novidades da Quitanda sem glúten



 2012 foi um ano cheio de novidades, trabalho e experiências. E o resultado está aqui! Um logo novo e entregas realizadas com sucesso.
E que venha um feliz 2013 para todos!